Cerâmicas naturais e Tijolos
Cerâmicas naturais e Tijolos



Atenção:
Somos terminantemente contra a indicação da aplicação de ceras em pasta sobre estes materiais antes de seus assentamentos. Esta recomendação é dada por todos os fabricantes deste tipo de revestimento. É uma coisa ultrapassada e que só gera problemas. - Retém umidade, aumenta as chances da incidência de eflorescências, é difícil de tirar depois....uma furada.


_______________

As cerâmicas naturais também são conhecidas como Rústicas, Cotto ou Terracota. Assim como os tijolos comuns, são materiais compostos por argila que é cozida em fornos. A produção é praticamente artesanal, principalmente quando comparada ao processo produtivo das cerâmicas esmaltadas. 
São materiais muito duráveis com grande demanda nos EUA e na Europa. No Brasil, são produzidos principalmente no interior de São Paulo e no Mato Grosso.
Existem diversas marcas. As mais conhecidas são: Lepri, Fênix, Nina Martinelli, Seival (Eli), Del Favero, entre outras.
São disponibilizadas em tons bege, marrom, rosado e alaranjado (a mais comum). A variação depende do tipo de argila e do processo de queima.

Sua nomenclatura confunde um pouco à maioria, principalmente pela existência das esmaltadas com mesmo nome, mas são materiais muito distintos.

Lembrete: Não pense que uma cerâmica não é esmaltada porque é fosca. Toda cerâmica com algum desenho ou estampa, sendo brilhante ou fosca, é esmaltada.

Ao contrário das esmaltadas, as cerâmicas naturais possuem porosidade elevada, o que não as desqualifica em absolutamente nada. As naturais são muito melhores para áreas externas, por exemplo, pois são muito mais aderentes, sendo assim, mais seguras.
Mancham mais e requerem maiores cuidados, é verdade, mas, quando tratadas adequadamente, são lindas e um ótima opção de revestimento. Veja abaixo um belíssimo exemplo de mosaico feito em cerâmica natural:



Ao lado você encontra todas as situações e soluções envolvendo estes revestimentos.